Linha do tempo FETEBHá 45 anos, em meados de outubro de 1972, chegava a Brasília o autor do livro “A CRUZ E O PUNHAL”, já traduzido para o português, o já lendário pastor norte- americano DAVID WILKERSON. Ele se notabilizara por ter sido preso no Fórum de Nova York, quando tentava defender sete jovens que haviam matado um adolescente numa cadeira de rodas, estando todos eles sob o domínio das drogas. O fato percorreu o mundo e o seu livro tornou-se best-seller, traduzido em várias línguas.

Esse pastor, jovem, magricela, simples, mas com um olhar firme e penetrante, que impressionava multidões com suas experiências junto a esses usuários de drogas, utilizando tão somente a Palavra de Deus e tendo a Bíblia como arma de libertação, despertou os brasileiros. Em especial os líderes e os jovens, para uma cruzada de esperança para que o mesmo fenômeno ocorresse em nosso país. Em pouco tempo começaram a se levantar obras em todas as regiões do Brasil. Já havia um trabalho em Goiânia- “Movimento Jovens Livres” e outros surgiram, a maioria com a denominação Desafio Jovem, como a de Brasília, e outras como o Esquadrão da Vida, de Bauru, e o Movimento S-8, em Niterói. Seus dirigentes foram considerados os pioneiros desta obra extraordinária que cresceria em nosso país: Paulina e Paulo Brasil, Galdino Moreira Filho, Edmundo Munis Chaves, e através deles dezenas de outras entidades foram criadas.